Pages

15 de ago de 2011

Na solidão, de ser você...

Somos movidos neste mundo insano por muitas coisas, somos todos diferentes e ninguém é igual a ninguém, assim somos ensinados desde pequenos e levados a solidão por que não sabemos ao certo que um dia seremos completos, já que entendemos que algo nos falta, e assim seguimos um redemoinho de conflitos que o mundo conhece como adolescência, mas e quando ela não acaba com o amadurecimento? Somos mesmo tão diferentes assim?
O vazio que nos preenche as vezes por aquele namoro que não foi como imaginávamos a bastante tempo, a promoção que iria mudar toda a nossa vida, a viagem que certamente seria a melhor coisa para nós nos distanciando de todos os problemas que carregamos ao entrar em casa, somos mesmo tão diferentes assim? Por que não vejo tanta diferença assim? Sou especial por que escrevo? Você também pode se tentar, acredite eu sei.
As musicas tristes ficariam totalmente sem sentido se não nos sentíssemos de fato tão sozinhos, os filmes melosos de amor nunca teriam publico e um ombro amigo em meio as nossas lágrimas de tristeza nunca seriam tão acolhedoras acredite, somos assim seres em comunidade que vivem em solidão eterna, não se engane mesmo que sua namorada pareça a mais feliz no fundo algo pode enebriar sua alma, fazer com que ela se afaste, por que todos somos assim, somos iguais você se lembra?
Então a melhor forma de vencer essas familiares diferenças é um conselho que sempre nos acompanha a vida inteira, viva a sua vida, sem se importar como o mundo a sua volta de vê. Seja sincero consigo mesmo antes de tudo, e quando precisar se sinta sozinho, chore ou tenha raiva, mas no fim encontre alguém tão sozinha quanto você e a faça companhia, por algumas horas ou meses, quem sabe uma vida inteira e inevitavelmente você será feliz, e acima de tudo DIFERENTE.
Seja no fim de tudo apenas você.

0 comentários:

Postar um comentário