Pages

31 de out de 2009

Ser fraco, Humano...

Sempre deixei as minhas emoções falaram por mim nunca desisti de algo na vida e mesmo semdo meu proprio inimigo abandonei o conforto da solidão templária pra viver pra ti acredito que assim poderia dar a minha vida um sentido maior que a morte de meus inimigos que se levantam contra mim...
Se um dia pudesse apenas baixar a guarda e me entregar outra pessoas não haveria entre nos porque apenas você me completa dentro do meu universo não queria parecer fraco, mas agora me sinto assim - Humano, pela primeira vez em minha vida ...
Se pertencer a humanidade é ser fragil e um tanto covarde para assumir que ama outro e que não poderia viver sem ela não poderia me encaixar nessa especie, porque te amo e não posso negar entendo o complicado que isso pode ser mas nada poderia apagar ou diluir meu coração que apenas te entreguei no campo de batalha sem nem resistir...

30 de out de 2009

Biquini Cavadão - Timidez


Toda vez que te olho,
Crio um romance
Te persigo, mudo
todos instantes
Falo pouco pois
não sou de dar indiretas
Me arrependo do que digo
em frases incertas
Se eu tento ser direto, o medo me ataca
sem poder nada fazer
Sei que tento me vencer, acabar com a mudez
Quando eu chego perto, tudo esqueço
e não tenho vez
Me consolo, foi errado o momento, talvez,
Mas na verdade, nada esconde essa minha timidez
Eu carrego comigo a grande agonia
De pensar em você, toda hora do dia
Eu carrego comigo, a grande agonia
Na verdade nada esconde essa minha timidez
Na verdade nada esconde essa minha timidez
Talvez escreva um poema
No qual grite o seu nome
Nem sei se vale a pena
Talvez só telefone
Eu me ensaio, mas nada sai
O seu rosto me distrai
E, como um raio,
eu encubro, eu disfarço, eu camuflo, eu desfaço
Eu respiro bem fundo,
hoje eu digo pro mundo
Mudei rosto e imagem,
mas você me sorriu,
Lá se foi minha coragem,
Você me inibiu

27 de out de 2009

Sem sentido...


Queria não poder falar
Queria não poder ouvir
Queria não poder pensar
porque em tudo que digo,
ouço e penso lá está você.

Deixaria de lado meus sentidos para apenas
sobreviver até o dia que não conseguisse
respirar, a sua ausência invade minha alma
que há muito deixou de ser minha, é sua
como meu coração que bate na esperança
de contigo de novo se encontrar

26 de out de 2009

Minha Vida...

Minha vida se tornou um grande corredor com muitas portas que nunca mais abri, pensamentos que há muito perdi em minha vida que dexei pra poder prosseguir, mas cada uma delas me tornou o que hojesou, apenas eu...

Se pudesse trancaria algumas e abriria outras, mas a vida ensina que somos poeira ao vento, uma junção de tudo o que nos acontece e assim minhas portas precisam estar sempre assim para que eu saiba quem sou, ou não...

Deixo minhas memórias fechadas até o dia que meus erros seram julgados e em fim eu poderia apenas repousar...

24 de out de 2009

Lembranças e fim...

Pensamentos que invadem a minha mente pertubada por lembranças que gostaria de apenas guardar de uma vida que poderia ter sido, mas nunca será por erros cometi e que volto a cometer sempre que me entrego ao amar demais.

A dor de uma amor distante me atravessa como a espada de um guerreiro em batalha em uma guerra que escolhi lutar, uma guerra interna contra a vontade de contigo de novo estar.

Vivo cada segundo me arriscando, procurando a morte honrosa para um cavaleiro que morreu por dentro a muito tempo, quando você se foi...

22 de out de 2009

Reação em Cadeia - Me Odeie


Qual é o teu segredo
Do que você tem medo
Não sou nenhum brinquedo
Que pode se quebrar
Me dê algum motivo
Por não estar contigo
Quero saber se você
Tem um novo amigo
Que vai amar você
Como eu amei
E que também
Vai te proteger
E te dar o que
Eu não te dei

Me desgrace
Me odeie
Só nunca esqueça
Que eu amei você
Me difame, me odeie
Só nunca esqueça
Que eu amei você

Eu fui aos céus com você
E ao inferno também
Depois de ir às nuvens
Quase caímos no chão

Amar é muito fácil
Difícil é esquecer
Que um dia todo amor
Que tinha
Dei pra você

E quando percebi
Que não foi demais
Era muito tarde
Pra voltar atrás
Pra te dar o que eu não te dei

Por isso...

Me desgrace
Me odeie
Só nunca esqueça
Que eu amei você
Me difame, me odeie
Só nunca esqueça
Que eu amei você

21 de out de 2009

Teu olhar...


Há um mar de sombras a minha frente que inundam minha alma nas trevas da vida, que nunca é vida de verdade sem você.
No horizonte se reflete coisas que desejei e momentos que não viverei, por um minuto fico em suspensão na impressão de te ver chegar como se nunca tivesse partido.
Assim deixarei de lado todos os planos para me concentrar em apenas um continuar vivendo as sombras até novamente teu olhar de novo me iluminar.

20 de out de 2009

Sem você, eu....


Se sua vida fosse um filme, qual seria?
Se sua vida fosse uma música, qual seria?
Se sua vida fosse um livro, qual seria?
Se sua vida fosse real, quem você seria?

Se não posso tê-la!

De que me adianta
Um filme com final infeliz.
Uma música sem melodia.
E um livro com paginas coladas.
Isso é de fato real?

Espero que não!

18 de out de 2009

Amigos não, Bebigos....


Na solidão da minha existência anjos caídos me acompanham, degredados que como eu buscando em si a verdade cometendo erros e acertos, mas vivendo intensamente cada experiência como se fosse a ultima antes do fim.

Almas perdidas de um decadente céu que se perderam na dor de um amor que faz tanta falta, como a heroína de um viciado que mata mas te dá prazer assim somos doidos de fato, mas acima de tudo somos nós – Bebigos para sempre.

No fim...

Caminhando por entre a face dura da terra, perdido em pensamentos de guerra que enfurecem meu espírito e destroem minha alma mortal me aprisionando nas trevas.
Confundindo minha realidade e misturando as crenças que não são minhas com verdades que não acredito e pessoas que jamais confiei em minha vida.
Acabo aos pés da cruz como um cavaleiro arrasado por anos de combate inconseqüente até não ter mais contra o que lutar e nada mais para perder, um cavaleiro cansado me tornei, meu pai.
Deixa ao fim da minha vida juventude enfurecida, mocidade combativa e na velhice cansada muita destruição no caminho que jamais percebi, sem vida e sem amor termino meus dias aqui!

Da minha janela....


Tudo parece calmo e distante dentro de um mundo que não é o meu. Vejo-te de longe, do alto de minha janela onde a realidade e um quadro que eu nunca quis pintar, sobre coisas que nunca vivi ou senti. Quem é este que espreita no espelho? Não sei dizer, pois só vejo você e isso me conforta dentro do pesadelo que é não viver para você.

Nunca desisto, mas admito que deva te esquecer, a vida me trouxe de volta a janela e como observador deixo tudo para trás e em fim posso descansar meu coração cansado em tuas memórias, pois isso me faz permanecer vivo a cada batalha.

17 de out de 2009

Caído olho por ti...


Caindo ao solo todos os meus pensamentos se vão, minha mente vazia pode em fim estar em paz por que nada que estava ao meu alcance deixei de fazer para comigo você permanecer.

Fato, seus olhos ainda me acordam à noite e a sua voz que acelera meu coração, mas na dor da minha perda quando o amor se vai por entre minhas mãos cansadas de lutar, abandono crenças e certezas pelo caminho para tentar não pensar em você.

Sim eu estou aqui caído! Mas não queria, por ter te achado me perdi dentro da luz que habita teus olhos e da doce melodia que escapa por entre seus lábios que nunca mais esquecerei.

Castelo Templário


Dentro da alma de cada ser humano repousa o bem e o mal que de vez em quando entram em um grande conflito pelo controle de nossas escolhas. A cada um cabe o dever de buscar a verdade dentro desta guerra, sua própria verdade...

Na busca pela luz freqüentemente nos deparamos com as trevas que pesam suas sombras sobre o coração dos cavaleiros, por isso o Castelo Templário foi erguido para ser um ponto de luz aos cavaleiros cansados ou confusos na escuridão.

Um espaço livre que servirá como parada a todos que como os “Cavaleiros de Templo” no passado buscavam a verdade e a si mesmos lutando e vivendo sobre o velho código sempre: Verdade, Honra e Justiça para todos...