Pages

18 de out de 2009

Da minha janela....


Tudo parece calmo e distante dentro de um mundo que não é o meu. Vejo-te de longe, do alto de minha janela onde a realidade e um quadro que eu nunca quis pintar, sobre coisas que nunca vivi ou senti. Quem é este que espreita no espelho? Não sei dizer, pois só vejo você e isso me conforta dentro do pesadelo que é não viver para você.

Nunca desisto, mas admito que deva te esquecer, a vida me trouxe de volta a janela e como observador deixo tudo para trás e em fim posso descansar meu coração cansado em tuas memórias, pois isso me faz permanecer vivo a cada batalha.

1 comentários:

walmiria disse...

essa ta parecendo com esse momento da minha vida, parece que tu fez ela pra mim! valeu, e parabens!

Postar um comentário