Pages

27 de mai de 2011

Muzak - Zeca Baleiro


Estou aqui em Arari, Nova York,
estou aqui, vou do Chuí ao Oiapoque
Tenho nas mãos um coração maior que o mundo
E o mundo é meu, o mundo é teu de todo mundo

Estou aqui em Arari, Nova York, estou aqui,
vou do Chuí ao Oiapoque
Tenho nas mãos um coração maior que o mundo
E o mundo é meu, o mundo é teu de todo mundo

Na ante-sala do dentista ouço meu Muzak
Me entorpeço, esqueço meu coração, frágil badulaque

Estou aqui em Arari, Nova York,
estou aqui, no Cariri, em Bangkok
Tenho nas mãos um coração maior que tudo
Nem tudo é meu, e quem sou eu além de tudo

Na ante-sala do dentista ouço meu Muzak
Minh'alma dorme num velho porão, rima de almanaque

Estou aqui em Arari, Nova York,
estou aqui, no Cariri, em Bangkok
Tenho nas mãos um coração maior que tudo
Nem tudo é meu, e quem sou eu além de tudo

Tudo que se vê, pra que crer
Tudo que se crê, pra que ter
Tudo que se tem, pra quem

Tudo que se vê, pra que crer
Tudo que se crê, pra que ter
Tudo que se tem, pra quem

Tudo que se vê, pra que crer
Tudo que se crê, pra que ter
Tudo que se tem, pra quem

0 comentários:

Postar um comentário