Pages

29 de jun de 2010

Adeus minha menina...

Por caminhos inesperados a vida que segue, as vezes a oportunidade se mostra a sua frente mas de olhos arraigados no passado deixamos de tentar algo que pode nos fazer felizes, e como poeta eu resnasci das cinzas de um coração partido, por que o amor não morre com a decepção ele se fortalece a chance de uma nova felicidade.
Se sou apenas eu de minha porta espreiando a fresta de uma nova vida, sei que posso voltar a abrir meus olhos no futuro, que a vida me reserva, ainda sabendo que nosso destino era se encontrar e que eu devia ter te amado como amei, mas o seu destino era mais um vez me rejeitar para que na nossa proxima vida tenhamos uma nova chance. Bom eu fico por aqui desta vida e parto pra proxima com mais esperança de amar alguem.
Provavelmente não amarei tanto quanto a ti, mas sou um poeta e um guerreiro que sempre vai estar pronto a um bom combate, e como meus irmãos templário do passado, carregando a verdade em meu coração eu abraço as trevas e derroto o mal sem medo em meu coração pois Deus está comigo e o amor sempre esperará á esquina de uma nova oportunidade.
Deixo registrado a importancia que teve em meu crescimento, por que sem te amar não saberia o que é sofrer e assim o que é viver como diz a letra de Reação em Cadeia. Sigo meu caminha te olhando de longe torcendo para que sejas feliz, eu talvez seja mas isso nem importa de verdade. Adeus linda menina que sempre amarei, de outro jeito agora...
Adeus...

0 comentários:

Postar um comentário