Pages

11 de jun de 2011

No dia, os namorados...

Estar ligado a alguem a um nivel que não se pode explicar, sentir seus pensamentos mesmo quando estar distante, ouvir sua voz ecoar na cabeça mesmo que tenham se passado horas, sentir o gosto doce de sua boca a inundar a minha mesmo que nosso beijo tenha se perdido no tempo, viver o sonho que é viver ao teu lado mesmo que ainda se esteja acordado.
Como provar o intocável sentimento que movimenta o mundo, e tentar traduzir para que quem apenas observa possa lhe entender? E ainda mostrar ao mundo a plenos pulmões o que guardo no mais profundo do meu coração, quando se acostuma a viver sozinho demora muito tempo ate entender que não se esta mais assim, e hoje que não sou mais só eu finalmente posso saber o que é de fato ser feliz.
Engraçado, entender que criamos um dia em nosso calendário para expressar todo esse amor, nos apegamos a coisas materias como se tudo o que sentimos pudesse ser medido ou comparado, mas o verdadeiro amor não se vende ou troca, não se corrompe ou ignora, amar e como respirar profundamente e sentir toda a vida ao nosso redor, ser outro e ser ao mesmo tempo você, como parte do outro, meio doido mas quem foi que disse que amar é pra ser mesmo normal.
Criamos nossos filhos para temer o que sentem, esconder o que guardam em nossos corações e acima de tudo se envergonhar de dizer a coisa mais linda deste mundo, que é a capacidade de amar - homens não choram, não dizem que a mulher de suas vidas que amam, que mundo maluco é esse? eu não sei, só sei que amo, digo que amo, e me orgulho muito de ter ao meu lado a mulher mais maravilhosa do mundo, que me entende mesmo quando não deve, que me ama mesmo quando sou injusto com ela, e acima de tudo esta comigo mesmo que apenas em pensamento, como posso apenas viver ao lado dela, sem dizer todo o dia, não apenas um, que a amo muito, muito e muito...
Beatriz, te amo muito Feliz dia dos Namorados... S2

0 comentários:

Postar um comentário