Pages

13 de nov de 2009

Certas incertezas...

Abandonar crenças pelo caminho
Abraçar as trevas em fim
Desacreditar o amor que há em mim
Ser um cavaleiro sem alma

Enterrar todos os meus sonhos
Habitar no medo do coração de meus inimigos
Ser impotente diante de ti
Aos pés da cruz me ajoelho
Na esperança de me redimir
da dor que causei aos outros
No fim sou apenas humano

A fúria que invade minha alma
me mantem vivo na luta
mas apenas teu amor
me faz querer estar vivo
todos os dias....

0 comentários:

Postar um comentário