Pages

28 de jan de 2010

No fim apenas mortal...

Ainda me sinto perdido, sei que a mortalidade me impede ou talvez me impulsione pra lago no fim de minha jornada mais forte que um simples tesouro. Nunca fui ganancioso, mas sempre estive a busca de algo de valor, algo claro que me torna-se imortal...
Na busca achei teus olhos que me pareciam diferentes do que eu considerava importante, mas na verdade no fim da vida pude perceber que ao me olhar parecia morto por dentro, so me senti vivo de verdade aos teus braços, mas agora é tarde...
Nunca me arrependi de uma decisão um cavaleiro não pode exitar se não morre pela espada de outro guerreiro, no meu caso o destino era meu inimigo, me empurrando pra longe de você. Sei que poderia ser diferente se eu tivesse uma alma mais forte, mas no fim ainda sou apenas mortal...
Meu amor ausente, sei que não pode me ouvir, talvez se eu desejar com força e tiver fé esse clamor chegue ao seu coração, no meu ultimo suspiro nenhuma duvida pode ser dita apenas um certeza, se amei de verdade foi você e não me arrependo de nada. Seja feliz por mim e nos encontraremos no purgatório de onde esperarei pela eternidade teu amor...
Meu amor tenha um bom dia...

0 comentários:

Postar um comentário