Pages

11 de mar de 2011

Aos amigos, meus caminhos...

Estando a beira de um novo destino, duas são as escolhas que mais nos apavoram, permanecer como esta em seu casulo onde a dor é conhecia e o que se perde ja se é esperado ou fechar os olhos e se jogar em busca de novos sentimentos que não se pode prever ou ponderar, o que fazer ou desejar em um profundo misteria que é viver de verdade.
Como poeta eu ficaria na vida que ja conheço esperando que algo decidisse por si só mudar, mas antes deste poeta recluso eu sou cavaleiro, valente porem insano que se atira na vida indo para frente se batendo nas barreiras se for preciso, mas seguindo eu me jogaria deste abismo por que o incerto seria sempre melhor que o conformismo.
Mas quem sou eu para lhe dizer como se sentir ou o que fazer, seja qual for a sua decisão saiba que hoje eu estou contigo, se precisares de minha espada e meu espirito combativo eu estou aqui, se for um abraço afetuoso que precisas com uma frase que te faça sentir que tudo vai dar certo, aqui estou por que por hoje a minha vitoria é você.
Nada mais quero desejar do que ja conquistei, um segundo do teu tempo a parar por mim, por hoje meu dia é perfeito, por que das milhões de coisas que tens de fazer, tiraste estes breves segundos para um cavaleiro-poeta que escreve seus desvaneios na esperança que alguem se identifique e compartilhe de sua vida, seja bem vindo ao castelo, meu coração e minha alma esparavam ansiosamente por ti.
Bem vindo nobre amigo...

0 comentários:

Postar um comentário