Pages

6 de jul de 2010

Mais algumas palavras, minha menina...

Minha menina há sempre coisas boas que poderia dizer-te mas prefiro começar com aquelas palavras que te disse ontem, "as grandes mudanças do mundo foram feitas em segundos, por que não posso eu me apaixonar nesse mesmo tempo?". A cada momento que passamos juntos meu mundo se concerta, se sou um cavaleiro hoje sou um vencedor por que independente do resultado da batalha eu voltarei para os teus braços.
Se sou um poeta, bom mais que justo ter a melhor inspiração, teus olhos que me encantam com um brilho que não conseguiria traduzir mesmo que escrevesse todos os livros de uma biblioteca, ainda sim me faltaria palavras, um soneto elouquente de um velho poeta português, uma poesia trovadoresca espanhola, bom essas com certeza causariam impacto, mas amor se diz em olhar não em palavras, deixa eu olhar para você?
Por caminhos mais que tortuosos eu caminhei eu diria, por entre corações partidos e pecados, por campos e batalhas, faz tempo que te procurava mesmo antes de te conhecer e eu sabia que uma hora iriamos nos encontrar. Por que a vida tem dessas coisas, um cavaleiro precisa de um motivo para continuar, um poeta de um amor ou sorriso, eu bom eu precisava de ti, e te encontrei...
Deixo te agora nessas poucas palavras, que expressam a saudade que sinto de ti, e sinto mesmo por que o que nos marca nos faz falta, dos teus olhos e de teu gosto, do teu cheiro e tua voz, que me encanta e que me faz querer estar mais perto de ti. Deixo-te com as mais sinceras palavras de carinho e atenção, por que amor se faz assim de cores e sombras, de palavras e ações, de nós.
Mais umas poucas palavras, minha menina...

0 comentários:

Postar um comentário