Pages

25 de mai de 2010

Por que te amo...

É incrivel, a possibilidade que se apresenta a nossa frente e a vida essa nada sei. Sigo por veredas que jamais ousei pensar, e por quadros tortos em paredes descascadas seguindo minha vida um dia de cada vez, mas ela era importante de mais para se esquecer mesmo que os amigos digam que isso vai passar ou que ela não liga, digo dane-se pois a dor de perde-la me liga a lembrança dela, e se for para doer que seja ainda sim há amo...
O amor é uma coisa maravilhosa na casa do vizinho, o que acontece com a gente ai já não se pode prever, fechamos nossos olhos e deixamos o carro da vida sem controle, pois se ama e não se controla ama de verdade. A cabeça se desliga e o coração toma de conta, a vida nunca pareceu mais perfeita, ai quando vem a dor de perder ela te mostra sua verdadeira face e o amor ainda está lá para te lembrar que você foi feliz e perdeu o que mais queria, ainda sim há ama...
Deixo por onde andamos lindas lembranças das tardes que riamos e dos momentos que brincamos, substituindo pelas lagrimas que rolam dos meus olhos molhados pela dor que minha alma sente, me sintindo o ultimo ser de todo o planeta, e quando não há mais lagrimas e apenas fecho meus olhos e peço a Deus para me levar a outro lugar, tentando desistir, por que nada mais me resta para ficar, sem teus lindos olhos me sinto cego, e a vida nunca mais será tão linda como foi quando estavamos juntos, ainda te amo...
Não quero ser um exemplo, nunca quiz ser o melhor ou o mais amigo, so queria estar ao teu lado e segurar a tua mão quando tivesse medo e que fizesse o mesmo comigo, ter alguem com quem dividir coisas linda que posso construir, mas a vida te leva pra longe de mim e por Deus me sinto só, perdoa este desabafo, mas é o que me resta, e esse Castelo que criei para ti é lugar certo para dizer que te amo, mesmo que seja assim de tão longe, se quer espaço ou pensar eu vou estar mais longe, mas ainda estarei aqui, por que te amo e isso nunca vai mudar.
Por que te amo...

0 comentários:

Postar um comentário