Pages

13 de mar de 2010

Raul "Eterno" Seixas.


Bom quero começar essa nova página do castelo templário escrevendo sobre meus heróis que ainda vivem ou já se foram, bom esse primeiro é um cara que poderia mudar o mundo e tentou, mas morreu no processo e assim ele não pode presenciar a vida do hoje para ser lembrado para sempre como o homem do amanha, aquele que viveu no passado, morreu mais ainda está vivo no coração dos que cantam suas musicas, vêem suas entrevistas e acima de tudo sonham que como ele são capazes de mudar o mundo. RAUL SANTOS SEIXAS...
" Eu sou o louco e o mundo não entende minha lucidez..." Ele estava em nosso mundo e nós nem nos demos conta da falta que ele iria fazer, somos hoje os malucos que viveram a sociedade alternativa e sobreviveram para não mais voltamos a ser livres de verdade, somos fracos sem suas loucuras meu amigo raul, você que de louco virou sabio, de homem virou mito e de sonhador se tornou imortal nas nossas mentes e corações...
Você deixou mais que mulheres, filhas, garrafas vazias e canções. Deixou a lição que ser você é no final de tudo o que realmente interessa, e "a loucura de amar é amar sem medida", somos fortes no final quando aprendemos a viver sem você amigo, mas sentiremos tua eterna falta porque a tua alma não se separou da nossa...
Pro fim quero terminar com uma citação que tu usas-tes para a saudade que como você é maravilhosa e confusa, sendo perfeita amigo: "A saudade é um parafuso que quando a rosca cai só entra se for torcendo porque batendo não vai. Mas quando enferruja dentro nem distorcendo não sai." Vai meu amigo, ficamos nos sozinhos até podermos nos encontrar no além e fumamos um cirgarro e cantarmos uma canção...

0 comentários:

Postar um comentário